Revista O Ipê

Editorial

Radicada no Distrito Federal, a Revista O Ipê brota de convicções simples e floresce no solo da justiça social. Somos contra a exploração do homem pelo homem. Acreditamos na possibilidade da eliminação radical da desigualdade. Resistimos à organização de toda a vida assentada no lucro. Lutamos pela produção voltada às necessidades e à realização de todo o potencial da humanidade.

Como não podia deixar de ser, defendemos, por tudo isso, a reforma agrária, a saúde e educação públicas e gratuitas para todos, a tomada dos meios de produção pela classe trabalhadora, ou em uma palavra: o fim definitivo do capitalismo, salgando a terra dos que o sustentam. Somos, pois, comunistas. Mas não só.

A Revista O Ipê é o jornal eletrônico de servidoras e servidores públicos do Partido Comunista Brasileiro do Distrito Federal (PCB-DF). Seu nome carrega o caráter simbólico de fazer germinar um ponto de confluência dinâmico de debates reflexivos, críticos e revolucionários na Esplanada dos Ministérios, na Praça do Buriti e em todos os órgãos da administração direta e indireta da capital federal.

Não basta, porém, debater, é preciso empunhar as armas da luta. Por sua resistência, dureza e flexibilidade, a madeira d’O Ipê foi utilizada tanto para as embarcações que rasgaram o Brasil de este a oeste, quanto para os arcos e flechas que defenderam suas populações ameaçadas. Mesmo suas flores sempre contrariaram o que está dado, o que está posto, pois desabrocham nos dias secos e cinzentos do inverno, anunciando a primavera e batendo-se por ela.

Entendemos que os serviços públicos, no conjunto de sua administração federal e distrital, estendem seus ramos por toda a vida social, justificando nossa inevitável conclusão, tomada também por tarefa: onde quer que haja luta, é lá que devemos estar. A Revista O Ipê pretende promover um espaço de lutas, de organização dos explorados e oprimidos da nossa terra, de enraizamento do contato entre movimentos, organizações, coletivos e frentes que componham nossa encarniçada batalha contra o capital e a exploração.

A Revista O Ipê nasce, assim, no cerrado do planalto central, construída por seres produtores e constituídos da (e pela) relação entre o Estado e a sociedade. Pretende ser, como a árvore histórica, alicerce de resistência, fundamento da primavera e igara maciça e segura, mas que flutua.

Expediente

Contato

contato@revistaoipe.org

Redes